quinta-feira, 4 de março de 2010

#8

Em 1989, sempre se soube de um rapaz que tentava se matar,
numa pequena cidadezinha de Minas Gerais.
Ele tentou a primeira vez e o bombeiro César o impediu,
tentou a segunda e novamente estava lá o bombeiro César.
- Conheço histórias como a sua, rapaz. Você quer é chamar
a atenção da TV - Disse César.
oito meses depois, Pedro um escritor jovem e nada famoso
andava pela ponte que levava a cidade vizinha...
- O que faz aí, homem? quer morrer, é? - Disse Pedro.
Mais uma vez era o tal rapaz querendo chamar atenção.
- Pois é, amigo...
Pedro sempre achou a morte (não importando como seja) bem natural.
Mesmo assim nunca pensou em se matar.
- E qual é o motivo pra querer se jogar daí?
- Perdi as esperanças, amigo. Perdi as esperanças!
(Mentiu o rapaz, que só queria chamar atenção.)
- Eu vou te livrar dessa dúvida. Quando se perde as esperanças,
perde-se tudo!
E assim, sem nem que o rapaz mentiroso conseguisse se explicar,
Pedro o empurrou de lá, levando o rapaz a óbito.
Era feriado prolongado na cidade, às ruas estavam vazias. Por isso
até hoje todos acreditam que o rapaz finalmente deu fim a sua vida.
Já o bombeiro César culpasse por ter duvidado do rapaz.

4 comentários:

Café disse...

Muito Foda cara. História Curta, Direta, Objetiva e super bem escrite.

http://cafeholandes.blogspot.com/

thiago disse...

legal a história XD

http://mosquitocurioso.blogspot.com

Natália disse...

uma mentira pode acabar com tudo, só vontade de aparecer.. tem toda a razão, "quando se perde as esperanças, perde-se tudo!" / saudade renan *-*

adriana disse...

nossa! assustadora isso sim...tb quem mandou brincar com a vida!

Vc é bom, garoto. Bom demais!

Seu blog está com tudo, se joga q fiquei freguesa. Beijo gde ♥

http://meninabezerra.blogspot.com/

Postar um comentário