segunda-feira, 8 de março de 2010

#9

As luzes que iluminam o céu, horas depois, não deixam de iluminar seu vestido, tão colorido quanto o sorriso surpreso pelo encontro, que ao longo do tempo se tornou comum em lugares inesperados. E eu só penso em transformar todas essas cores em canções que falem de nós dois. E mais nada, meu bem. Mais nada.




5 comentários:

Despautério disse...

belo texto, belo blog

www.despauterio.com

Bug disse...

Legais as poesias...

Da uma passada em
dedonacara.com.br

B.H. Storymaker disse...

Adorei a poesia, simples e com uma enorme transmisão de sentimentos.

(vc comentou no blog Rodosho! onde deixei um capítulo de Fragmentos da Inocência, romance que escrevi)

Dá uma olhada no meu blog, tem mais romances l´[a, inclusive a continuação de Fragmentos - http://eternoimaginarium.blogspot.com/

B.H. Storymaker disse...

Se tiver msn pega o meu aew - bruno.henrique@live.co.uk (depois que add apaga o comentário XD)

Mari disse...

Muito bom hein!

esse ultimo em especial!
gostei da maneira como se expressa!!!

beijoss


marihchagas.blogspot.com

Postar um comentário