terça-feira, 11 de maio de 2010

#21

...era normal naquela época os pais escolherem
com quem suas filhas iriam se casar, foi aí que os pais
de Madeleine vieram a escolher o filho do Rei da França.
Com um acordo entre as duas famílias em menos de um ano
Madelaine de apenas 17 primaveras estaria casada com o
atual Rei que completará 18 anos e vai assumir o posto de seu pai...
7 anos depois de casados o Rei veio a falecer de leucemia, deixando
Madelaine sozinha para resolver todos os problemas do país.
Um ano sozinha e sem habilidades nenhuma para administrar tantas coisas,
Madelaine resolveu se casar com o homem que lhe trouxesse a mais
bela flor. Não demorou muito e na entrada do castelo havia homens
de quase todas as idades com seus exemplares de flores.
A Rainha Madelaine não gostou muito do que viu, tudo era muito igual
e ela queria ser surpreendida... Um homem jovem e desatento passava pelo
local, sem dar a mínima pra toda aquela movimentação.
Encantada, Rainha Madelaine lhe chamou a atenção e disse:
- Homem de nome que não sei ainda, queres se casar comigo?
- Não.
- Você terá toda a mordomia do mundo, e será o homem de maior
popularidade e respeito em toda França.
O tal homem deu as costas a Rainha e foi para sua humilde casa.
Madelaine começara a se apaixonar pela primeira vez,
com um marido arranjado pelos pais nunca havia se sentido daquele jeito.
A partir daquele dia, todos os homens e mulheres começaram a sofrer, os homens por tentar agradar a Rainha e as mulheres por tentar agradar os homens. Agora na França, todo mundo só tem olhos para quem não lhe quer.
Contou o sábio rapaz que deu as costas a Rainha.

22 comentários:

Lelê Mafalda disse...

Acho que não é só na França, por aqui as coisas continuam assim mesmo.

Brenda disse...

huuum interessante.

Mari disse...

Muito bom, Renan! Que saudade dos seus textos!

E parece que a moda já chegou no Brasil...

Daniel Silva disse...

você escreve muito bem, cara. só acho que deveria postar mais de uma vez por semana.

abraço!

Fica A Dica disse...

muito bacana o visual do blog! legal pra parar e ler! :D

Bikelando disse...

Eita, de um modo ou de outro isso passou pro mundo inteiro!
É normal da gente, tudo que é fácil demais perde seu valor.

Cristiane Melo disse...

gostei do blog! lindo! adorei o texto tbm!! :*

gui designer disse...

Viva ao homem sem nome que deu um fora na rainha!!
hahhhhahahahahaha!! Muito bom. Tipo um fora daqueles deve ter ficado putaaaaa da cara !!

Parabens pelo blog muito bom os textos.

Ana C. disse...

Muito bom o texto!Parabéns!

Bebel Lima disse...

amei seu blog
to seguindo
'bjus
visita
http://www.bebellima7.blogspot.com/

MB Galvão disse...

Legal. Mas saiba que por incrível que pareça os reis e rainhas tinham comumente casos extra-conjugais e ambos sabiam, mas formalmente ficavam juntos pela conveniência...

MB Galvão disse...

Tô seguindo!
http://retadevista.blogspot.com

Jeh Pagliai disse...

Nuss, que demais...

AMO História, principalmente essas de "reinados"

Ahm, não sei se já ouviu falar do livro "Memorial do convento" mas conta tão bem como vc o reinado português...

Beijinhos

---
www.jehjeh.com

Cláudio Luiz Almeida disse...

Péssimo post para ler hoje, todas as minhas flores foram negadas...vida que segue...

JPR disse...

As mulheres gostam de ser negadas. Se interessam por quem não dá a mínima!

http://papiinhas.blogspot.com/

The Bines disse...

" - Homem de nome que não sei ainda, queres se casar comigo?
- Não."
huahuahuau! Se eu fosse ela enfia a cara na terra e nunca + tirava de lá.

http://biadsm.blogspot.com/

Ariane Yajima disse...

Nossa...já passei pela situação dessa rainha ai!
xDDDDDDD

Ainda bem q já beijei meu sapo e ele se apaixonou por mim!!uahauhuah


Retribuindo aki seu coments...=P
Ahh, qto ao metal, a Nocturnal vai te surpreender!!hehehe

=*****

Lúcio disse...

Interessante o texto.
http://philipinathe.blogspot.com

Macaco Pipi disse...

ERA O NAPOLEÃO!

Jéssica L.A. disse...

mto boa a historia...
parabes vc escreve bem!

parabens pelo blog!!!

sucesso e vida longa p ele!

I.F. disse...

Nossa MUITO bom texto..
Realmente só queremos o que não podemos ter
da uma passada.
http://mundinhoalheiu.blogspot.com

Núbia disse...

que leveza!

Postar um comentário